Centro de Computação Gráfica está a definir os padrões da condução do futuro   9 de Fevereiro de 2018 / 08:54
O Centro de Computação Gráfica (CCG), na Universidade do Minho, integra o grupo mundial que está a definir os padrões da interação do condutor com o ambiente e os sistemas de condução. As reuniões sobre o tema iniciaram-se este mês, prometendo afetar o quotidiano de milhões de pessoas em todo o mundo, nomeadamente na ergonomia em contexto automóvel e na condução autónoma.

Como é que a tecnologia se apresentará nos carros autónomos? Qual será a disposição do painel de instrumentação do automóvel para o condutor? Como é que o condutor se sentará no banco do veículo? Estas são algumas questões que exigem as melhores respostas e as aplicações mais eficientes para o utilizador. O CCG faz assim parte da Comissão Técnica de Ergonomia para veículos rodoviários, sob alçada da International Organization for Standardization (ISO), representando o país por indicação do Instituto Português da Qualidade.

“Estamos a moldar o futuro do setor, participando ativamente nas discussões internacionais para a aprovação de novas normas", diz Carlos Silva, que coordena o laboratório de investigação aplicada “Perception Interaction and Usability” do CCG, em Guimarães. A principal norma em causa é a “ISO/TC 22/SC 39/WG 3”. “Estamos a cruzar conhecimentos para definir novas normas e melhorar as existentes, prestando inputs diretos na matéria para depois votar as alterações”, contextualiza o responsável. Aquele laboratório do CCG é conhecido pelo trabalho nas áreas de fatores humanos e usabilidade. Entre os seus projetos está o “HMIExcel”, que incidiu no ciclo de desenvolvimento e na produção de soluções multimédia avançadas para a indústria automóvel, em parceria com a Bosch Car Multimedia e a UMinho.

CCG faz 25 anos

O CCG está sediado no campus de Azurém, em Guimarães, e celebra os 25 anos de existência em 2018, dedicados à I&D nas áreas de computação gráfica, TIC e eletrónica. Nos seus feitos contam-se a criação dos primeiros sites da “Comboios de Portugal” e de um órgão de informação nacional (“JN”), do Oceanário Virtual da Expo’98, do projeto Macau Virtual, bem como de projetos como mesas multitoque, assistentes interativos para idosos, sistemas de reconhecimento facial e uma cabine de prova de roupa virtual. Os seus trabalhos foram distinguidos com o Prémio Descartes I.I. (Europa), o LAVAL Virtual (França) e na Conferência IPIN’15 (Canadá), entre outros. Os projetos têm tido múltiplos parceiros, desde a Disney ao Governo de África do Sul.

Redacção

Outras notícias da categoria nacional:

. Rui L. Reis recebeu em Londres um dos maiores prémios internacionais de Engenharia
. Português descobre circuito cerebral que prioriza acasalamento ao sono
. Professora da UMinho coordena Observatório das Comunidades Ciganas
. UMinho quer tornar as cidades “mais amigas” dos peões
. Resultados da autonomia curricular de 230 escolas apresentados na UMinho
. Têxteis Penedo espera gerar um milhão de euros por ano com tecidos que integram sistemas de iluminação
. Professor da UMinho premiado em Espanha
. CEB vai aumentar a eficácia e reduzir os efeitos secundários do fármaco para a artrite reumatoide
. Fundo Social de Emergência da UMinho apresentado no World Economic Forum
. Espetáculos e Oficinas de Férias brindam os mais novos com a energia criativa da música, do canto tradicional, da poesia e da expressão plástica, em Guimarães
. Aluna da UMinho premiada pela Associação Portuguesa de Tradutores e Intérpretes
. Portugueses na descoberta de mecanismo que pode combater fungo mortal
. Universidade do Minho tem o curso mais procurado do país
. UMinho com inscrições abertas para as provas dos maiores de 23 anos
. Biblioteca Pública de Braga evoca António José Saraiva
. José González-Méijome distinguido com Prémio de Mérito Científico da UMinho
. Joana Marques Vidal na UMinho para palestra sobre o Ministério Público em Portugal
. Fantasporto exibe 11 filmes de alunos da UMinho
. Sentença de Sócrates é conhecida a 23 e 24 de Fevereiro em Guimarães pela mão de Mickaël de Oliveira
. Software de spin-off da UMinho gere acervo de Siza Vieira
. UMinho é a mais ativa da Europa em desporto universitário
. UMinho propõe terapia capaz de controlar cancro do colo do útero
. Portugueses reescrevem a história genética da Índia
. João Pedro Vaz será o novo Diretor Artístico da “A Oficina”
. Competências transversais são as mais valorizadas no mercado de trabalho
. UMinho quer alavancar bioeconomia do país
. Estudo pioneiro sobre tablets junta universidades do Minho e Harvard e a Microsoft
. BabeliUM da UMinho promove cursos para dez línguas estrangeiras
. UMinho estreia em Portugal exames de Chinês para os mais novos



Voltar
 
O Amarense
PUB
O Amarense (c) 2017 | Todos os Direitos Reservados